views: 0
11/01/17 10:43

Samba enredo de escola carioca gera revolta entre pecuaristas

Confira a letra e a música.

Compartilhe
Samba enredo de escola carioca gera revolta entre pecuaristas
Foto: Facebook / Imperatriz Leopoldinense

O Samba enredo da escola Imperatriz Leopoldinense para 2017 tocou na ferida de empresários do Agronegócio brasileiro, especialmente daqueles que ligados à atividade que mais devasta nosso meio ambiente: a Pecuária.

Com o tema "Xingu - O clamor que vem da Floresta", a Imperatriz homenageia especialmente o povo indígena da região do Parque Nacional do Xingu, que possui uma área de 2,8 milhões de hectares, localizado ao norte no estado do Mato Grosso, um dos estados mais devastados pela Pecuária brasileira.

Na letra, o trecho que gerou revolta no meio do Agronegócio conta que "o belo monstro rouba as terras dos seus filhos / devora as matas e seca os rios / tanta riqueza que a cobiça destruiu", deixando claro que as áreas devastadas para criar animais e plantar grãos destinados à ração destruiu nossa valiosa natureza.

A Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ) foi uma das que se manifestou contra o Samba enredo e a Escola, afirmando que "Ao criticar duramente o agronegócio, o grupo mostra total despreparo e ignorância quanto à história brasileira e à realidade econômica e social do país." e lembrando que "o país do samba é sustentado pela pecuária e pela agricultura. Chamados de “monstros” pela escola, nós, produtores rurais, respondemos por 20% do PIB Nacional e, historicamente, salvamos o Brasil em termos de geração de renda e empregos."

Fato é que o PIB gerado pela Pecuária e pela exportação de produtos agrícolas — destinados, em grande parte, para alimentar animais que são explorados e mortos em outros países — é ofuscado pelos danos causados ao meio ambiente e à saúde da população, que sofre com as doenças oriundas dos alimentos de origem animal. Recentemente, noticiamos que a Pecuária brasileira gera R$ 22 milhões de danos ambientais para cada R$ 1 milhão em receita (relembre aqui).

Confira o Samba (YouTube):

Xingu – O Clamor Que Vem Da Floresta

Brilhou… a coroa na luz do luar!
Nos troncos a eternidade… a reza e a magia do pajé!
Na aldeia com flautas e maracás
kuarup é festa, louvor em rituais
na floresta… harmonia, a vida a brotar
sinfonia de cores e cantos no ar
o paraíso fez aqui o seu lugar
jardim sagrado o caraíba descobriu
sangra o coração do meu brasil
o belo monstro rouba as terras dos seus filhos
devora as matas e seca os rios
tanta riqueza que a cobiça destruiu
Sou o filho esquecido do mundo
minha cor é vermelha de dor
o meu canto é bravo e forte
mas é hino de paz e amor

Sou guerreiro imortal derradeiro
deste chão o senhor verdadeiro
semente eu sou a primeira
da pura alma brasileira

Jamais se curvar, lutar e aprender
escuta menino, Raoni ensinou
liberdade é o nosso destino
memória sagrada, razão de viver
andar onde ninguém andou
chegar aonde ninguém chegou

lembrar a coragem e o amor dos irmãos
e outros heróis guardiões
aventuras de fé e paixão
o sonho de integrar uma nação
kararaô… kararaô… o índio luta pela sua terra
da imperatriz vem o seu grito de guerra!

Salve o verde do xingu… a esperança
a semente do amanhã… herança
o clamor da natureza
a nossa voz vai ecoar… preservar!

Compartilhe:
Siga o Mapa Veg:
Logo do Facebook Logo do Instagram Logo do Twitter Logo do Google+
Siga o Mapa Veg
Logo do Facebook Logo do Instagram Logo do Twitter Logo do Google+
Contato
contato@mapaveg.com.br
  Clique aqui se precisar ver novamente os erros enquanto corrige.
© Mapa Veg | No ar desde Julho de 2012

Censo Veg :: Acesse sua Conta

Não tenho/esqueci a senha   Ainda não me cadastrei ×

Receber senha

×

Guia Nacional Vegano :: Acesso do anunciante

Esqueci a senha   Ainda não me cadastrei ×

Guia Nacional Vegano :: Receber nova senha

×

×